Acusado de homicídio por briga em jogo de futebol é condenado a 24 anos e reclusão

O réu Juvenal Rodrigues de Oliveira Filho, acusado de matar Wellington Jonatas Rodrigues da Silva em outubro de 2009, foi condenado a 24 anos, cinco meses e 29 dias de reclusão, em regime inicialmente fechado, em júri popular ocorrido nesta segunda-feira (26). O julgamento foi conduzido pelo juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade, no Tribunal do Júri da 7ª Vara Criminal da Capital.

Segundo os autos, o crime foi motivado por uma suposta briga entre Wellington e o filho do acusado, durante uma partida de futebol disputada por ambos. A defesa do réu sustentou a tese de negativa de autoria.

Segundo depoimento das testemunhas, o filho do réu teria chamado seu pai, policial, para intervir em uma briga. Juvenal então teria chegado junto com outros policiais, prendido Wellington e o machucado com as algemas, só soltando o rapaz após reclamações das pessoas que estavam no local. O homicídio teria acontecido uma semana após esse incidente.

De acordo com a denúncia, a vítima desapareceu no dia dois de outubro de 2009, por volta das 14h, após ter saído do Colégio Irene Garrido, localizado no Conjunto Dubeaux Leão. Seu corpo foi encontrado apenas três dias depois, no dia cinco de outubro, por volta das 18h, em estado de putrefação, em um matagal próximo a ladeira de Fernão Velho.

Ascom – 26/03/2018